Quando a reposição de testosterona é recomendada para homens?

Por Dra. Suzana Vieira
Endocrinologista e Doutora em Ciências pela USP

Fatos sobre a testosterona em homens e sua reposição

A testosterona é o principal hormônio sexual masculino. É produzido pelos testículos e responsável pelo desenvolvimento de sinais na puberdade, tais como: crescimento de pêlos em face e corpo, engrossamento da voz. Além disso, é importante para libido, produção de esperma e manutenção da saúde óssea e muscular.

reposicao testosterona

Alguns fatos sobre a testosterona em homens:

-A queda da testosterona vem com a idade: os níveis de testosterona geralmente caem por volta de 1% ao ano após os 30 anos, embora não seja totalmente depletados, mesmo em idades avançadas.

 

-A produção de testosterona pode ser prejudicada por problemas nos testículos, hipófise, ou cérebro.

-Os níveis de testosterona variam com o dia, sendo mais altos na manhã e menores à noite

-Os níveis de testosterona podem diminuir devido a exercício intenso, má nutrição, doença grave e certas medicações

-Níveis normais de testosterona variam de 300 a 1000ng/dL, dependendo da idade e laboratório utilizado

-As dosagens devem ser realizadas mais de uma vez para garantir um resultado mais acurado

A terapia com testosterona deve ser recomendada APENAS para pacientes com hipogonadismo, caracterizados por níveis baixos de testosterona e a presença de um dos seguintes sintomas:

-Diminuição da libido
-Disfunção erétil (inabilidade de ter ou manter ereção) e ausência de ereções espontâneas
-Queda na contagem de espermatozoides e infertilidade
-Crescimento ou dor em mamas
-Aumento da irritabilidade, dificuldade de concentração e humor deprimido
-Ondas de calor (fogachos)

A terapia com testosterona é contra-indicada para pessoas com:
-Câncer de próstata ou mama (confirmado ou suspeito)
-Aumento de próstata com dificuldade para urinar
-Aumento da contagem de glóbulos vermelhos no sangue
-Insuficiência cardíaca descompensada
-Apneia obstrutiva do sono não tratada

A administração de testosterona NÃO é indicada para ganho de massa muscular ou para prevenir problemas associados ao envelhecimento (anti-aging).

Não há evidências fortes na literatura científica que a reposição hormonal em longo prazo possa estar associada a aumento do risco de câncer ou eventos cardiovasculares.

Há vários métodos para reposição de testosterona. A escolha do método vai depender da causa que leva à diminuição dos níveis de testosterona, preferência do paciente, custo, tolerabilidade e preocupação em relação à fertilidade.

A reposição de testosterona é segura quando bem indicada em pacientes com DEFICIÊNCIA comprovada desse hormônio.
Deve ser prescrita por um profissional habilitado e regularmente monitorada para que os benefícios superem o riscos.

Por Dra. Suzana Vieira
Endocrinologista e Doutora em Ciências pela USP

Referência: Hormone.org

_____________________________________________________________

*Todas as informações fornecidas têm caráter meramente informativo, com o objetivo de promover educação em saúde, e não substituir as orientações do seu médico.

Sobre o Dr. Recomenda

O Dr. Recomenda é uma plataforma multicanal (site e aplicativo) de uso gratuito que facilita o gerenciamento da sua saúde e de tratamentos médicos, conectando pacientes, profissionais e empresas provedoras de saúde.

Com o aplicativo, o paciente tem todo o seu histórico médico na palma da mão, com resultados e pedidos de exames, receitas e recomendações personalizadas.

Leia também:

https://doutorrecomenda.com.br/blog/veja-10-dicas-para-aproveitar-ao-maximo-a-consulta-com-o-seu-medico/

 

 

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *